PLANEJAMENTOS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

Plano Anual para o Berçário-A

Professora:

Supervisora:

Diretora:

Objetivos Gerais:

  • Possibilitar que a criança construa a sua identidade e autonomia, por meio das brincadeiras, das interações socioculturais e da vivência de diferentes situações, levando-se em conta a sua capacidade de tomar decisões respeitando regras, valores pessoais e coletivos;
  • Permitir às crianças atuar sobre o meio físico, social e cultural, expressando seus sentimentos, emoções e pensamentos, conhecendo gradativamente os limites e potencialidades de seu corpo;
  • Ampliar as possibilidades da criança de inserção, participação e interação nas diversas práticas sociais;
  • Explorar a linguagem musical atendendo às necessidades de expressão da criança em sua esfera afetiva, estética e cognitiva.

Objetivos específicos:

  • Integrar as crianças com a escola, com a professora e com os colegas;
  • Identificação progressiva das pessoas com as quais convive;
  • Desenvolver brincadeiras interessantes de acordo com o nível da turma;
  • Observar e identificar imagens diversas;
  • Familiarizar-se com a imagem do próprio corpo.
  • Desenvolver o uso da linguagem oral;
  • Interessar-se por histórias.
  • Promover o desenvolvimento físico, psíquico e social da criança respeitando sua maturidade emocional;
  • Incentivar o uso do raciocínio através de atividades recreativas que valorizem a auto-estima do aluno;
  • Explorar objetos em suas diferentes características;
  • Ampliar o conhecimento de mundo manipulando diferentes objetos e materiais, explorando suas características e propriedades, entrando em contato com formas diversas de expressão artística.
  • Ouvir, perceber e discriminar sons diversos.

Sugestões de Atividades:

  • Alimentar-se sozinho, com ajuda do professor, aos poucos as crianças aprendem a levar a colher sozinha à boca.
  • Introdução de alimentos sólidos, onde aos poucos as crianças deverão se alimentar normalmente, como as crianças maiores, tirando a sopa e a fruta.
  • Estimulação do próprio corpo, identificando e nomeando as partes. Pode utilizar músicas e brincar de lavar a boneca. No banho também se nomeia o corpo.
  • Garatuja: folhas em branco, onde a criança poderá pintar com giz de cera e/ou guache (tomando muito cuidado para não levar à boca e aos olhos).
  • Exercícios de encaixe, sempre incentivando para que a criança acerte. De início o professor deve ajudar a criança, até que ela consiga associar a forma ao buraco.
  • Jogos de bola em rodas, promovendo a integração social, onde a criança deverá jogá-la para o amigo, dizendo o nome (ou dito pelo professor).
  • Incentivo e desenvolvimento da fala, onde o professor deverá conversar e estimular para que a criança consiga manifestar o que quer, não permitindo que ela só se manifeste por gestos.
  • Ampliar seu vocabulário, conversando diariamente, com a criança sobre os aspectos do dia-a-dia.
  • Incentivar e permitir a fala da criança em todas as atividades possíveis, falando corretamente com a criança. Mostrar à criança a conveniência de falar em voz baixa, trabalhando com a criança o saber escutar.
  • Apresentação das cores.
  • Trabalhos com músicas gestuais, cantigas de roda e dança, estimulando partes do corpo.
  • Explorar o ambiente escolar, mostrando árvores, passarinhos, parquinho, etc.
  • Imposição de limites e boas maneiras, dizendo “não” à criança, toda vez que colocar em perigo si mesmo, os colegas, professoras e o ambiente escolar.

Estímulos para os bebês:

  • Chocalho com garrafa pet, copo de iogurte, yakut…
  • Caixa surpresa, encapada e com um buraco para caber a mãozinha do bebê.
  • Tampas de Nescau com figuras.
  • Cds com figuras, furado e usado como móbile.
  • Abrir uma caixa de papelão e fazer uma casa, ou um carro.
  • CD com cantigas com voz de criança, músicas clássicas.
  • Cestos dos tesouros.
  • Pendulo com bola e elástico colado no teto;
  • Contar histórias com gravuras grandes coladas em cartolina, ou em outro material;
  • Marcadores textuais na história narrada pelo educador como: “aí, daí, então, depois, acabou”.
  • Gravuras na altura da criança, no chão, teto…
  • Propor sons: pam pãrarã, pim, pirim pimpim.
  • Incentivar as crianças a tocarem a parte do corpo que diz a música.
  • Móbile de abelha material: novelo de lã asa de balão e antena de palito no anzol, imitar o som da abelha zum, zum…

*********************************************************************

ATIVIDADES PARA O BERÇÁRIO

Relaxamento

Objetivo; restabelecer o equilíbrio fisico-emocional através de exercícios que conduzam ao relaxamento dos músculos.

Atividades;

-ouvir musica

-ouvir pequenas historias

-deitar, contrair cada parte do corpo e depois relaxar.

-ouvir barulhos externo a classe e comentá-los

-respirar lentamente

-deitar e imaginar-se em outro lugar

-sentar de cabeça abaixada e após ouvir seu nome levantá-la

-sentir as batidas do coração

-cantar

-soprar penas

-Brincar de;

Bonequinho de mola (criança com o corpo mole)

Bonequinho de gelo (criança com o corpo duro)

Recreação Dirigida

*Sentar de dois em dois – uma criança de frente para a outra e fazer espelho (uma criança cria um movimento e a outra imita).

*Sentar as crianças em roda e de um em um ir fazendo movimentos que os outros devem copiar

*Fazer movimentos livre acompanhando musicas

*Imitar bichos, pessoas…

*Andar de frente, de costas, de lado…

*Andar rápido; devagar.

*Realizar movimentos livres

*Andar com equilíbrio sobre linha retas e sinuosas…

*Higiene;

-cuidados com objetos, plantas, amigos e ambientes da escola.

-pessoal: lavar as mãos, escovar dentes, limpar o nariz, ter cuidado com objetos de uso pessoal, comer corretamente com a boca fechada e não sujar a onde lancha.

*Relacionamento Pessoal;

-agradecer

-pedir licença

-ser gentil

-ceder à vez

-pedir desculpas

– boa tarde, seja bem vindo.

*Expressão corporal;

-imitar animais

-fazer mímicas

-expressar seus sentimentos e emoções através de dramatizações – alegria, tristeza, raiva…

*Equilíbrio;

-carregar objetos

-andar livremente, para frente, para trás, ao lado…

-correr livremente, em ritmos (rápido; lento)

Observações Gerais

*Tarefas de Casa: 3 x por semana (sendo 2 no caderninho e 1 no caderno de pesquisa)

Atividades Diversificadas;

LIVRES; desenho- pintura no cavalete – pintura a dedo (1x por semana) pintura livre na mesa – colagem – modelagem – livros – jogos.

DIRIGIDA; folha todos os dias.

2-NA CORDA: Estique uma corda no chão e solicite que a turma caminhe sobre ela sem colocar os pés fora da corda, esta atividade além de lúdica desenvolve a concentração, o tônus muscular e o equilíbrio.

COM BAMBOLÊS: Entrar e sair dos bambolê, organizar os arcos no chão e solicitar que a turma passe de um para outro (caminhando, pulando, esticando bem as pernas etc.), passar por dentro dos bambolês.

Atividades

Confeccionar livros com gravuras de animais, cola gravuras em folhas de ofício coloca um saco plástico vai juntando quantas páginas quiser, grampeia está formado um livro. Tenha uma rotina como hora do lanche, da troca de fraldas, músicas infantis, rodinha de atividades nesta rodinha mostra os livrinhos junto com os alunos falando o nome dos animais, imitando os sons dos mesmos, é um meio de desenvolver a linguagem, o conhecimento e amor pelos animais. Fazer com garrafinhas descartáveis chocalhos diversos põe dentro acessórios pequenos ex: miçangas, tampinhas de creme dental, bijuterias que vão pro lixo, pode fazer estes chocalhos enfim tudo que entre numa garrafinha menos alimento porque chama atenção e mesmo em casa vão querer brincar com os alimentos, faça vários chocalhos, coloque em uma caixa decorada e na rodinha brinquem juntos.

Caiu! * 9 a 12 meses

3-Depois de seu bebê aprender a construir uma torre, ele vai adorar a experiência de derrubá-la! Divirta-se brincando de Caiu! e construindo uma torre com blocos para que a destruição aconteça!

Materiais:

• Blocos grandes, comprados em lojas ou feitos com caixas de leite.

• Superfície grande e lisa

Habilidades trabalhadas:

Causa e efeito

Capacidades cognitivas

Desenvolvimento motor fino

Solução de problemas

Modo de fazer:

1. Compre alguns blocos ou faça você mesma: pegue caixas de leite de tamanhos diferentes, lave-as e seque cuidadosamente, em seguida recorte a parte de baixo delas. Dobre os lados para fazer quadrados e retângulos e feche as extremidades recortadas com fita adesiva ou fita crepe.

2. Coloque o bebê sentado no chão e rodeado pelos blocos.

3. Mostre-lhe como construir uma torre empilhando os blocos, um de cada vez. Peça que ele imite você.

4. Quando a torre estiver bem grande, deixe que o bebê derrube tudo!

5. Reconstrua a torre quantas vezes forem necessárias até que o bebê se canse da brincadeira.

Segurança: Se você utilizar alguma outra coisa que não os blocos, certifique-se de que os objetos não sejam muito pesados, para que não machuquem o bebê quando caírem.

*********************************************************************

Plano Anual para o Berçário -B

Professora:

Supervisora:

Objetivos Gerais:

  • Possibilitar que a criança construa a sua identidade e autonomia, por meio das brincadeiras, das interações socioculturais e da vivência de diferentes situações, levando-se em conta a sua capacidade de tomar decisões respeitando regras, valores pessoais e coletivos;
  • Permitir às crianças atuar sobre o meio físico, social e cultural, expressando seus sentimentos, emoções e pensamentos, conhecendo gradativamente os limites e potencialidades de seu corpo;
  • Ampliar as possibilidades da criança de inserção, participação e interação nas diversas práticas sociais;
  • Explorar a linguagem musical atendendo às necessidades de expressão da criança em sua esfera afetiva, estética e cognitiva.

Objetivos específicos:

  • Integrar as crianças com a escola, com a professora e com os colegas;
  • Identificação progressiva das pessoas com as quais convive;
  • Desenvolver brincadeiras interessantes de acordo com o nível da turma;
  • Observar e identificar imagens diversas;
  • Familiarizar-se com a imagem do próprio corpo.
  • Desenvolver o uso da linguagem oral;
  • Interessar-se por histórias.
  • Promover o desenvolvimento físico, psíquico e social da criança respeitando sua maturidade emocional;
  • Incentivar o uso do raciocínio através de atividades recreativas que valorizem a auto-estima do aluno;
  • Explorar objetos em suas diferentes características;
  • Ampliar o conhecimento de mundo manipulando diferentes objetos e materiais, explorando suas características e propriedades, entrando em contato com formas diversas de expressão artística.
  • Estabelecer aproximações a algumas noções matemáticas presentes no seu cotidiano.
  • Utilização adequada do vaso sanitário.
  • Desenvolve hábitos de asseio: pedir para ir ao banheiro, lavar as mãos, limpar o nariz, etc.
  • Habituá-lo a usar os clichês sociais. Exemplo: Por favor, muito obrigado, com licença, etc.
  • Deixá-la explorar ao máximo os objetos e brinquedos.
  • Levar a criança a brincar com os outros do grupo.
  • Fazer com que a criança não fixe em um único colega.
  • Levar a criança a participar das atividades de grupo.
  • Ouvir, perceber e discriminar sons diversos.

Sugestões de Atividades:

  • Higiene Bucal após as refeições, estimulando e incentivando para o uso da escova.
  • Alimentar-se sozinho, com ajuda do professor, aos poucos as crianças aprendem a levar a colher sozinha à boca.
  • Introdução de alimentos sólidos, onde aos poucos as crianças deverão se alimentar normalmente, como as crianças maiores, tirando a sopa e a fruta.
  • Estimulação do próprio corpo, identificando e nomeando as partes. Pode utilizar músicas e brincar de lavar a boneca. No banho também se nomeia o corpo.
  • Garatuja: folhas em branco, onde a criança poderá pintar com giz de cera e/ou guache (tomando muito cuidado para não levar à boca e aos olhos).
  • Exercícios de encaixe, sempre incentivando para que a criança acerte. De início o professor deve ajudar a criança, até que ela consiga associar a forma ao buraco.
  • Jogos de bola em rodas, promovendo a integração social, onde a criança deverá jogá-la para o amigo, dizendo o nome (ou dito pelo professor).
  • Trabalhos manuais com massinhas e argila, deixando que estes manuseiem bastante.
  • Incentivo e desenvolvimento da fala, onde o professor deverá conversar e estimular para que a criança consiga manifestar o que quer, não permitindo que ela só se manifeste por gestos.
  • Ampliar seu vocabulário, conversando diariamente, com a criança sobre os aspectos do dia-a-dia.
  • Incentivar e permitir a fala da criança em todas as atividades possíveis, falando corretamente com a criança. Mostrar à criança a conveniência de falar em voz baixa, trabalhando com a criança o saber escutar.
  • Apresentação das cores.
  • Trabalhos com músicas gestuais, cantigas de roda e dança, estimulando partes do corpo.
  • Contos de histórias curtas.
  • Contar histórias com gravuras grandes coladas em cartolina, ou em outro material;
  • Marcadores textuais na história narrada pelo educador como: “aí, daí, então, depois, acabou”.
  • Gravuras na altura da criança, no chão, teto…
  • Incentivar as crianças a tocarem a parte do corpo que diz a música.
  • Coordenação motora livre, como rasgar papel, brincar de massinha, etc.
  • Brincadeiras de imitar os adultos, como escovar os dentes de bonecas, fazer comidinha, ir às compras, banho de bonecas, etc.
  • Explorar o ambiente escolar, mostrando árvores, passarinhos, parquinho, etc.
  • O uso do parquinho diário, pois nessa idade a criança tem bastante energia e grande dificuldade de concentração, por isso todas as atividades devem ser curtas e com bastante estímulo/incentivo por parte do professor.
  • Imposição de limites e boas maneiras, dizendo “não” à criança, toda vez que colocar em perigo si mesmo, os colegas, professoras e o ambiente escolar.
  • Exploração de diferentes objetos, de suas propriedades (som, odor, forma, tamanho, textura, peso, consistência, movimento, temperatura) e de relações simples de causa (a ação da criança) e efeito (a reação do objeto).
  • Formas Geométricas: círculo, quadrado e triângulo (oral).
  • Controle dos esfíncteres, de forma gradativa e com grande paciência e estímulo/incentivo por parte do professor.
  • Propor sons: pam pãrarã, pim, pirim pimpim.
  • Atividades lúdicas como brincadeiras cantadas, acalantos, brincos com palmas e movimentos corporais.
  • Exploração de materiais sonoros como: chocalhos, guizos, sinos e brinquedos sonoros.
  • Escuta de obras musicais variadas (erudita / popular / cancioneiro popular infantil).

*********************************************************************

Plano Anual para o Berçário -C

Professora:

Supervisora:

Objetivos Gerais:

  • Possibilitar que a criança construa a sua identidade e autonomia, por meio das brincadeiras, das interações socioculturais e da vivência de diferentes situações, levando-se em conta a sua capacidade de tomar decisões respeitando regras, valores pessoais e coletivos;
  • Permitir às crianças atuar sobre o meio físico, social e cultural, expressando seus sentimentos, emoções e pensamentos, conhecendo gradativamente os limites e potencialidades de seu corpo;
  • Ampliar as possibilidades da criança de inserção, participação e interação nas diversas práticas sociais;
  • Explorar a linguagem musical atendendo às necessidades de expressão da criança em sua esfera afetiva, estética e cognitiva.

Objetivos específicos:

  • Integrar as crianças com a escola, com a professora e com os colegas;
  • Identificação progressiva das pessoas com as quais convive;
  • Desenvolver brincadeiras interessantes de acordo com o nível da turma;
  • Observar e identificar imagens diversas;
  • Familiarizar-se com a imagem do próprio corpo.
  • Desenvolver o uso da linguagem oral;
  • Interessar-se por histórias.
  • Promover o desenvolvimento físico, psíquico e social da criança respeitando sua maturidade emocional;
  • Incentivar o uso do raciocínio através de atividades recreativas que valorizem a auto-estima do aluno;
  • Explorar objetos em suas diferentes características;
  • Ampliar o conhecimento de mundo manipulando diferentes objetos e materiais, explorando suas características e propriedades, entrando em contato com formas diversas de expressão artística.
  • Estabelecer aproximações a algumas noções matemáticas presentes no seu cotidiano.
  • Utilização adequada do vaso sanitário.
  • Desenvolve hábitos de asseio: pedir para ir ao banheiro, lavar as mãos, limpar o nariz, etc.
  • Habituá-lo a usar os clichês sociais. Exemplo: Por favor, muito obrigado, com licença, etc.
  • Deixá-la explorar ao máximo os objetos e brinquedos.
  • Levar a criança a brincar com os outros do grupo.
  • Fazer com que a criança não fixe em um único colega.
  • Levar a criança a participar das atividades de grupo.
  • Ouvir, perceber e discriminar sons diversos.

Sugestões de Atividades:

  • Higiene Bucal após as refeições, estimulando e incentivando para o uso da escova.
  • Alimentar-se sozinho, com ajuda do professor, aos poucos as crianças aprendem a levar a colher sozinha à boca.
  • Introdução de alimentos sólidos, onde aos poucos as crianças deverão se alimentar normalmente, como as crianças maiores, tirando a sopa e a fruta.
  • Estimulação do próprio corpo, identificando e nomeando as partes. Pode utilizar músicas e brincar de lavar a boneca. No banho também se nomeia o corpo.
  • Garatuja: folhas em branco, onde a criança poderá pintar com giz de cera e/ou guache (tomando muito cuidado para não levar à boca e aos olhos).
  • Exercícios de encaixe, sempre incentivando para que a criança acerte. De início o professor deve ajudar a criança, até que ela consiga associar a forma ao buraco.
  • Jogos de bola em rodas, promovendo a integração social, onde a criança deverá jogá-la para o amigo, dizendo o nome (ou dito pelo professor).
  • Trabalhos manuais com massinhas e argila, deixando que estes manuseiem bastante.
  • Incentivo e desenvolvimento da fala, onde o professor deverá conversar e estimular para que a criança consiga manifestar o que quer, não permitindo que ela só se manifeste por gestos.
  • Ampliar seu vocabulário, conversando diariamente, com a criança sobre os aspectos do dia-a-dia.
  • Incentivar e permitir a fala da criança em todas as atividades possíveis, falando corretamente com a criança. Mostrar à criança a conveniência de falar em voz baixa, trabalhando com a criança o saber escutar.
  • Apresentação das cores.
  • Trabalhos com músicas gestuais, cantigas de roda e dança, estimulando partes do corpo.
  • Contos de histórias curtas.
  • Contar histórias com gravuras grandes coladas em cartolina, ou em outro material;
  • Marcadores textuais na história narrada pelo educador como: “aí, daí, então, depois, acabou”.
  • Gravuras na altura da criança, no chão, teto…
  • Incentivar as crianças a tocarem a parte do corpo que diz a música.
  • Coordenação motora livre, como rasgar papel, brincar de massinha, etc.
  • Brincadeiras de imitar os adultos, como escovar os dentes de bonecas, fazer comidinha, ir às compras, banho de bonecas, etc.
  • Explorar o ambiente escolar, mostrando árvores, passarinhos, parquinho, etc.
  • O uso do parquinho diário, pois nessa idade a criança tem bastante energia e grande dificuldade de concentração, por isso todas as atividades devem ser curtas e com bastante estímulo/incentivo por parte do professor.
  • Imposição de limites e boas maneiras, dizendo “não” à criança, toda vez que colocar em perigo si mesmo, os colegas, professoras e o ambiente escolar.
  • Exploração de diferentes objetos, de suas propriedades (som, odor, forma, tamanho, textura, peso, consistência, movimento, temperatura) e de relações simples de causa (a ação da criança) e efeito (a reação do objeto).
  • Formas Geométricas: círculo, quadrado e triângulo (oral);
  • Controle dos esfíncteres, de forma gradativa e com grande paciência e estímulo/incentivo por parte do professor.
  • Propor sons: pam pãrarã, pim, pirim pimpim.
  • Atividades lúdicas como brincadeiras cantadas, acalantos, brincos com palmas e movimentos corporais.
  • Exploração de materiais sonoros como: chocalhos, guizos, sinos e brinquedos sonoros.
  • Escuta de obras musicais variadas (erudita / popular / cancioneiro popular infantil).

*********************************************************************

Plano Anual-Maternal

Professoras:

Supervisoras:

Diretora:

IDENTIDADE E AUTONOMIA:

Objetivo Geral: Possibilitar que a criança construa a sua identidade e autonomia, por meio das brincadeiras, das interações socioculturais e da vivência de diferentes situações, levando-se em conta a sua capacidade de tomar decisões respeitando regras e valores pessoais e coletivos.

Objetivos Específicos:

  • Experimentar e utilizar os recursos de que dispõem para a satisfação de suas necessidades essenciais, agindo com progressiva autonomia.
  • Desenvolver o sentimento de pertinência ao grupo, dentro de uma relação de troca e cooperação.
  • Familiarizar-se com a imagem do próprio corpo.
  • Desenvolver a independência, a auto-confiança e a auto-estima.
  • Interessar-se progressivamente pelo cuidado do corpo, executando ações simples relacionadas à saúde e higiene como: pedir para ir ao banheiro, lavar as mãos, limpar o nariz, etc.
  • Identificação de situações de risco no seu ambiente mais próximo e adquirir noções básicas de prevenção a acidentes e auto-cuidado;
  • Participar da organização da rotina diária.
  • Praticar atitudes de independência e autonomia.
  • Explorar ao máximo os objetos e brinquedos.
  • Brincar com os outros do grupo.
  • Participar das atividades de grupo.

Conteúdo:

  • Estímulo às expressões afetivas para consigo mesma e para com as demais, incentivando-as a se expressarem quando desejarem manifestar algo (alimentação, proteção, abrigo, carinho, lazer etc.), chamando-a pelo nome, oferecendo-lhe experiências que sejam compartilhadas com as outras.
  • Valorização de cada aluno com trabalhos sobre o seu nome, identidade e história;
  • Reconhecimento progressivo do próprio corpo, de seus limites, singularidades e das diferentes sensações que produz;
  • Interesse em experimentar novos alimentos e comer sem ajuda;
  • Iniciativa para resolver pequenos problemas do cotidiano, pedindo ajuda se necessário, para que possa adquira maior independência.
  • Identificação progressiva das pessoas com as quais convive.
  • Participação e interesse em situações que envolvam a relação com o outro, garantindo-se a oferta sem distinção de sexo (brincadeiras de “esconder e achar”, brincadeiras de imitação, exploração de diferentes brinquedos…)
  • Procedimentos relacionados à alimentação, à higiene das mãos e das várias partes do corpo.
  • Realização de pequenas ações cotidianas ao seu alcance para que adquira maior independência;
  • Interesse pelas brincadeiras e pela exploração de diferentes brinquedos;
  • Iniciativa para pedir ajuda nas situações em que isso se fizer necessário;
  • Respeito às regras simples de convívio social;

LINGUAGEM ORAL E ESCRITA

Objetivo Geral: Ampliar as possibilidades da criança de inserção, participação e interação nas diversas práticas sociais.

Objetivos Específicos:

  • Participar de variadas situações de comunicação oral, para interagir e expressar desejos, necessidades e sentimentos por meio da linguagem oral, contando suas vivências;
  • Estimulação da fala através da linguagem corporal;
  • Participação nas situações em que os adultos lêem textos de diferentes gêneros: lendas e parlendas;
  • Reconto de historias conhecidas com aproximação às características da historia original no que se refere à descrição, com estimulo visual;
  • Participação em situações que as crianças leiam (pseudo-leitura), (placas, símbolos, rótulos, marcas);
  • Observar e manusear diferentes materiais impressos;
  • Expressar-se de forma clara e relativamente organizada.
  • Conhecer marcas, rótulos e figuras;
  • Desenvolver interesse e atenção por músicas, leitura, histórias e escrita;
  • Reconhecer, ler e escrever seu nome;
  • Reconhecer e nomear letras;
  • Familiarizar-se aos poucos com a escrita por meio da participação em situações nas quais ela se faz necessária e do contato cotidiano com livros, revistas, histórias em quadrinhos etc.
  • Desenho como representação gráfica e escrita como representação da fala;
  • Prática da escrita de próprio punho: livremente e com estimulação. (Bastão).

Conteúdo:

  • Uso da linguagem oral para: conversar, brincar, cantar, comunicar-se, expressar desejos, vontades, necessidades, sentimentos e nomear pessoas, objetos, animais, ações, falando de si, pedindo o que deseja, descrevendo situações cotidianas.
  • Estimulação da fala por meio da interação com o outro por: gestos, sinais, objetos, figuras e linguagem corporal;
  • Familiarizar-se gradativamente com a escrita por meio da participação em situações nas quais ela se faz necessária e do contato cotidiano com livros, revistas, pasta de gravuras etc.
  • Conhecimento e reprodução oral de jogos verbais, como: canções e reconto de histórias.
  • Participação em situações que as crianças “leiam”, ainda que não o façam de maneira convencional (rótulos, marcas, figuras);
  • Reconhecer, ler e escrever o nome;
  • Utilizar: atividades gráficas, desenho livre, pintura colagem, recorte e o material escolar, etc.
  • Confeccionar cartazes, murais, parlendas, poesias e etc.
  • Atividades com sucatas (ex: embalagens);
  • Jogos, brincadeiras e material pedagógico.

MATEMÁTICA

Objetivo Geral: Estabelecer aproximações a algumas noções matemáticas presentes  no seu cotidiano, utilizando a linguagem corporal, oral  e matemática.

Objetivos Específicos;

  • Despertar na criança o interesse durante as atividades;
  • Ampliar o conhecimento da criança;
  • Explorar objetos em suas diferentes características.
  • Estabelecer relação temporal;
  • Localizar-se no espaço, utilizando o corpo como forma de conhecimento e expressão;
  • Estabelecer aproximações a algumas noções matemáticas presentes no seu cotidiano, como contagem, relações espaciais etc.
  • Familiarizar as crianças com números, cores, formas geométricas, etc.
  • Desenvolver o interesse na criança pelas descobertas feitas, por meio das situações concretas na sala de aula;
  • Introduzir o raciocínio lógico, através de suas estruturas.
  • Desenvolver a lateralidade através de estímulos, motivações e atividades de coordenação;
  • Desenvolver coordenação motora através de atividades lúdicas, concretas e pedagógicas.

Conteúdo;

  • Manipulação e exploração de objetos e brinquedos, em situações organizadas, para que possam sentir e descobrir as características e propriedades principais (textura, peso, consistência, cor, forma, altura, tamanho).
  • Utilização de objetos para exploração de suas possibilidades associativas (empilhar, rolar, transvasar, encaixar, lançar).
  • Utilização de noções de tempo e de espaço nos diversos contextos: Agora, mais tarde, daqui a pouco, já, manhã / tarde / noite, etc.
  • Localização de pessoas e objetos, utilizando vocabulário pertinente nas diversas situações (dentro, fora; embaixo, em cima; em pé, deitado).
  • Utilização da contagem oral, de noções de quantidade em jogos, brincadeiras e músicas e nos diversos contextos nos quais as crianças reconheçam necessidade;
  • Utilização de objetos para exploração de suas possibilidades associativas: classificação, ordenação e seqüenciação;
  • Lateralidade: direita e esquerda;
  • Coordenação Motora: andar sobre os traçados dos numerais, traçar os números nas costas das crianças, pinçar, etc.

NATUREZA E SOCIEDADE:

Objetivo Geral:

  • Explorar o ambiente, manifestando interesse e curiosidade pelo mundo social, natural e cultural.
  • Desenvolver a autonomia e a interação com o meio ambiente, valorizando sua importância para a preservação das espécies e qualidade de vida.

Objetivos Específicos:

  • Experimentar situações onde possa explorar e conhecer a si mesmo e o mundo, por meio de descobertas e novos desafios;
  • O corpo humano (hábitos de higiene, e nomeação das partes do corpo).
  • Explorar o ambiente, para que possa relacionar-se com pessoas, estabelecer contato com animais, plantas, objetos diversos, manifestando curiosidade e interesse.
  • Nomear e reconhecer diferentes animais;
  • Identificar as partes das plantas;
  • Levar as crianças a perceber o Sol e a Lua;
  • Integrar as crianças com a creche, com a professora e com os colegas;
  • Propiciar situações em que as crianças estejam relacionando com outras crianças e todo pessoal que trabalha na creche;
  • Conhecer as regras de convívio da sala e da creche;
  • Identificar os membros da sua família;

Conteúdo:

  • Participação em atividades que envolvam histórias, brincadeiras, jogos e canções que digam respeito às tradições culturais de sua comunidade e de outros grupos;
  • Desenvolvimento de atitudes, manutenção e preservação dos espaços coletivos.
  • Exploração de diferentes objetos, de suas propriedades (som, odor, forma, tamanho, textura, peso, consistência, etc.);
  • Contato com animais e plantas;
  • Conhecimento do próprio corpo (cabeça, braços, mãos, etc.).
  • Socialização;
  • Observação de regras;
  • A creche (escola);
  • A família

MOVIMENTO:

Objetivo Geral: Permitir às crianças atuarem sobre o meio físico, social e cultural, expressando seus sentimentos, emoções e pensamentos, conhecendo gradativamente os limites e potencialidades de seu corpo.

Objetivos Específicos:

  • Familiarizar-se com a imagem do próprio corpo.
  • Reconhecer e explorar a creche
  • Explorar as possibilidades de gestos e ritmos corporais para expressarem-se nas brincadeiras e nas demais situações.
  • Expressar ritmo através dos movimentos do corpo: cantar, dançar etc.
  • Deslocar-se com destreza progressiva no espaço ao engatinhar, andar, correr, pular etc., desenvolvendo atitude de confiança nas próprias capacidades motoras.
  • Controle (mobilização, imobilização);
  • Explorar e utilizar os movimentos de preensão, encaixe, lançamento, etc.
  • Perceber igualdades e diferenças na manipulação de materiais.
  • Valorizar as conquistas corporais;

Conteúdo:

  • Reconhecimento progressivo de segmentos e elementos do próprio corpo por meio da exploração, das brincadeiras, do uso do espelho e da interação com os outros.
  • Favorecimento do desenvolvimento das relações espaços temporais e psicomotoras, por meio da organização do espaço estabelecida pela rotina diária.
  • Exploração, afirmação e valorização das possibilidades expressivas dos gestos, mímicas faciais e do movimento global, nas situações cotidianas e lúdicas.
  • Conhecimento e identificação de manifestações corporais, de seus sentimentos e dos sentimentos do outro.
  • Exploração de diferentes posturas corporais, como sentar-se em diferentes inclinações, deitar-se em diferentes posições, ficar ereto apoiado na planta dos pés com e sem ajuda, arrastar-se, engatinhar, rolar, andar, correr, saltar etc.
  • Brincadeiras diversas;
  • Aperfeiçoamento dos gestos relacionados com o encaixe, o traçado do desenho, o lançamento, etc.

ARTES VISUAIS:

Objetivo Geral:

  • Garantir oportunidades para que as crianças desenvolvam a imaginação criadora, a expressão, a sensibilidade e a comunicação.
  • Ampliar o conhecimento de mundo em relação às diversas formas de expressão artística.

Objetivos Específicos:

  • Interessar-se pelas próprias produções e pelas de outras crianças.
  • Estimular o respeito pelo processo de produção e criação.
  • Ampliar o conhecimento de mundo manipulando diferentes objetos e materiais, explorando suas características e propriedades, entrando em contato com formas diversas de expressão artística.
  • Utilizar diversos materiais gráficos e plásticos.
  • Trabalhar individualmente e coletivamente.
  • Explorar movimentos gestuais, visando representações gráficas;
  • Estimular a coordenação da criança e a criatividade com o uso da argila e massinha;
  • Liberar a criatividade.

Conteúdo:

  • Exploração e manipulação de meios, materiais e suportes ( Meios: areia ,terra,  água, tinta e argila;  Materiais: gizão de cera e pincéis grossos; suportes: papel, papelão).
  • Observação e identificação de imagens diversas: pessoas, animais, objetos, cenas, cores e formas.
  • Cuidado com o próprio corpo e dos colegas no contato com suportes, materiais e meios.
  • Cuidado com os materiais e trabalhos produzidos individualmente ou coletivamente;
  • Desenhar
  • Pintar
  • Recortar
  • Colar (figuras, palitos, algodão, bolinhas de papel, papéis rasgados, dobraduras).

MÚSICA:

Objetivo Geral: Explorar a linguagem musical atendendo às necessidades de expressão da criança em sua esfera afetiva, estética e cognitiva.

Objetivos Específicos:

  • Ouvir, perceber e discriminar sons diversos, fontes sonoras e produções musicais.
  • Brincar com a música, imitar, inventar e reproduzir criações musicais;
  • Estimular a memória musical;
  • Perceber as variações de ritmo através de dança, palmas, instrumentos, corridas, batimentos de mãos e pés e movimentos dirigidos;
  • Estimular a criança a expressar-se através da música.

Conteúdo:

  • Exploração da linguagem musical em brincadeiras cantadas e rítmicas expressando o silêncio e os sons com a voz, o corpo e materiais sonoros (chocalhos, guizos e brinquedos sonoros).
  • Exploração, expressão e produção do silêncio e de sons com a voz, corpo e materiais diversos;
  • Interpretações de músicas e canções diversas;
  • Participação em brincadeiras e jogos cantados e rítmicos;
  • Jogos de estimulação da percepção auditiva e imitação gestual.
  • Brincadeiras com a produção de sons vocais diversos, imitando, criando e se comunicando através da linguagem musical.
  • Exercícios de percepção auditiva para distinguir silêncio e sons do ambiente.

ESTRATÉGIAS:

IDENTIDADE E AUTONOMIA:

  • Aspectos que dão autonomia sejam nas brincadeiras, nas decisões da sala de aula;
  • Através de ações afetivas demonstrar que a criança é capaz de realizar as atividades propostas;
  • Encorajar a criança a brincar, para que possa vencer desafios;
  • Nome;
  • Pedir as crianças para dizerem as coisas que gostam;

LINGUAGEM ORAL E ESCRITA;

  • Incentivo e desenvolvimento da fala, onde o professor deverá conversar e estimular para que a criança consiga manifestar o que quer, não permitindo que ela só se manifeste por gestos.
  • Ampliar seu vocabulário, conversando diariamente, com a criança sobre os aspectos do dia-a-dia;
  • Incentivar e permitir a fala da criança em todas as atividades possíveis, falando corretamente com a criança;
  • Contação de histórias;
  • Reconto de histórias;
  • Conversas informais, transmissão de avisos e recados;
  • Explorar com criatividade o “faz de conta”;
  • Mostrar à criança a conveniência de falar em voz baixa, trabalhando com a criança o saber escutar;
  • O nome;
  • As letras dos nomes dos colegas;
  • Cantigas populares;
  • Poesias;
  • Rótulos;
  • Convites;
  • Bilhetes;
  • Lendas;
  • Parlendas

Matemática:

  • Materiais pedagógicos e concretos, jogos, brincadeiras, cartazes;
  • Realizar a contagem dos alunos;
  • Utilizar o calendário.
  • Através do uso de material concreto onde a criança consiga visualizar e conceituar a contagem dos objetos, e mais tarde a apresentação dos números no quadro, folhas de sulfite, cartazes e músicas;
  • Apresentação das cores;
  • Blocos lógicos;

NATUREZA E SOCIEDADE:

  • Ecologia e natureza;
  • Imitar os sons dos animais;
  • Plantas;
  • O corpo;
  • Observação de regras;
  • Família
  • Creche-sala de aula-colega.

MOVIMENTO:

  • Estimular os movimentos necessários para o cotidiano no que diz respeito à localização espacial e coordenação motora (entrar, sair, subir, descer, andar, correr, agachar, rastejar, engatinhar, pular, andar devagar, andar rápido, desviar, pegar, agarrar, soltar, amassar, apertar, tocar, direita, esquerda, embaixo, em cima, atrás, na frente, ao lado, dentro, fora, etc.) através das atividades de rotina e de brincadeiras dirigidas.
  • Alinhavo;
  • Modelagem;
  • Dobradura;
  • Recortes;
  • Montar quebra cabeças de encaixe;
  • Fazer bolas de papel e depois arremessar;
  • Chutar;
  • Atividade com sucatas;
  • Jogos, brincadeiras e material pedagógico;

ARTES VISUAIS:

  • Atividades gráficas como desenhos, para pintura, recorte e colagem;
  • Tinta, pincel, cola, tesoura, papel de diferentes tipos, formas e cores;
  • Revista, jornal e sucata;
  • Barbante, lã, linhas, madeira, argila, algodão, gesso, garrafa, etc.
  • Modelagem;
  • Dobradura;

MÚSICA:

  • Roda de músicas para cantar e gesticular.
  • Relaxamento com diferentes sons e estilos musicais.
  • Escuta atenta (cantigas, infantis, folclórica, etc.);
  • Dançar livremente ao som de música;
  • Brincadeiras com a produção de sons vocais diversos, imitando, criando e se comunicando através da linguagem musical.

*********************************************************************

PROFESSORA:

SUPERVISORA:

IDENTIDADE E AUTONOMIA:

CAPACIDADES, CONHECIMENTOS E ATITUDES: SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM:
Ø      O Eu e o Outro;

Ø      Realização de pequenas ações cotidianas ao alcance para que adquira maior independência;

Ø      Participação em situações que envolvam a combinação de algumas regras de convivência em grupo;

Ø      Identificar e nomear as pessoas com as quais convive na escola;

Ø      Identificação de situações de riscos no seu ambiente mais próximo;

Ø      Reconhecer sua imagem e algumas partes do corpo.

Ø      Demonstrar interesse e cooperação;

Ø      Incentivo ao conhecimento das características pessoais (etnia, peso, estatura);

Ø      Reconhecimento progressivo do próprio corpo e das diferentes sensações de ritmos que produz;

Ø      Iniciativa para resolver pequenos problemas do cotidiano, pedindo ajuda se necessário;

Ø      O nome próprio, e outros nomes;

Ø      Hábitos de higiene;

Ø      O corpo;

Ø      Amarrar o sapato, etc.

Ø      Lista de combinados da sala;

Ø      Conversas informais;

Ø      Músicas com reprodução de sons e gestos;

Ø      Iniciativa para pedir ajuda nas situações em que isso se fizer necessário.

LINGUAGEM ORAL, GESTUAL, LEITURA E ESCRITA:

CAPACIDADES, CONHECIMENTOS E ATITUDES: SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM:
Ø      Respeitar a diversidade das formas da expressão oral no ambiente escolar e extra escolar;

Ø      Participar das interações cotidianas de sala escutando e expondo no momento certo;

Ø      Exercitar a atenção, observação, concentração e memória;

Ø      Seqüência de fatos, apreciação do material lido, identificação de pormenores e determinação da idéia principal;

Ø      Complementação de detalhes;

Ø      Diferenciação de desenho e escrita;

Ø      Movimentação correta das letras (esquerdo-direita, de cima para baixo);

Ø      Reconhecer símbolos gráficos presentes na vida social;

Ø      Compreender para que serve a língua escrita;

Ø      Ler escrever o próprio nome e outros nomes conhecidos;

Ø      Reconhecer e identificar as letras do alfabeto;

Ø      Realizar escritas espontâneas e direcionadas;

Ø      Decodificar palavras;

Ø     Saber ler reconhecendo globalmente as palavras

Ø      Contação de histórias;

Ø      Reconto de histórias;

Ø      Conversas informais transmissão de avisos e recados, relatos de experiências;

Ø      Explorar com criatividade o “faz de conta”;

Ø      Leitura de mundo (verbalização sobre as descobertas feitas e sobre os conhecimentos adquiridos);

Ø      Trabalho com textos diversificados:

-o nome próprio;

-Os nomes dos colegas, professores e outros;

-cantigas populares;

-poesias;

-rótulos;

-contos;

-convites;

-bilhetes;

-listagem;

-cartazes;

-anúncios;

-enunciados;

-lendas;

-parlendas;

-Adivinhações

-trava-línguas

-quadrinhos.

CONHECIMENTOS MATEMÁTICOS:

CAPACIDADES, CONHECIMENTOS E ATITUDES: SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM:
Ø      Explorar e identificar as propriedades das figuras geométricas;

Ø      Descobrir as características e propriedades dos objetos;

Ø      Comunicação de quantidades, oral e através de registros;

Ø      Identificação da posição de um objeto na série, (antecessor/sucessor);

Ø      Reconhecimento de numerais nos diferentes contextos em que eles se encontram;

Ø      Explorar diferentes procedimentos para comparar grandezas;

Ø      Identificar pontos de referência para situar-se e localizar-se no espaço;

Ø      Descrição e representação de pequenos percursos e trajetos, observando pontos de referência;

Ø      Assimilar noções de medida, volume e tempo, pela utilização de unidades convencionais e não convencionais;

Ø      Marcação de tempo por meio de calendários;

Ø      Manuseio com dinheiro e experiências com dinheiro;

Ø      Realizar seriação de objetos;

Ø      Realizar seqüência de objetos seguidos de atributos;

Ø      Reconhecimento do espírito contraditório;

Ø      Construção de coleções, usando um ou mais critérios para reunião do objeto;

Ø      Reproduzir configurações simples e complexas de vários tipos de materiais;

Ø      Desenvolver operações lógicas de classificação;

Ø      Noção de conservação de quantidades contínuas e descontínuas;

Ø      Representar números de 0 a 9 utilizando os símbolos correspondentes,relacionados as respectivas quantidades;

Ø      Identificar a posição de elementos numa ordem (primeiro, segundo… último);

Ø      Figuras geométricas-cor, forma, espessura, bidimensionalidade/tridimensionalidade;

Ø      Noções matemáticas:

grandeza-pequeno/grande, alto/médio, largo/estreito;

Localização ou posição – em cima /em baixo, ao lado/entre e no meio, perto/longe, próximo/distante, na frente/atrás, primeiro/último, fora/dentro;

Sentido direção – para a direita/para a esquerda, para frente /para trás/para o lado, para cima/para baixo, por cima/por baixo, sentido contrário/sentido igual, uma volta/meia volta;

Tempo-antes/depois, manhã/tarde/noite, dia/semana/mês/ano, horas, novo/velho, antigo/moderno;

Capacidade-cheio/vazio/mais cheio/menos cheio;

Massa-pesado/leve, mais pesado/mais leve;

Ø      Sistema numérico-contagem/quantificação/leitura, escrita e representação, antecessor e sucessor;

Ø      Sistema monetário-caro/barato, pouco/muito;

Ø      Simbologia;

Ø      Seriação;

Ø      Sequenciação;

Ø      Classificação;

Ø      Conservação contínuo-descontínua;

Ø      Situações problemas.

NATUREZA E SOCIEDADE:

CAPACIDADES, CONHECIMENTOS E ATITUDES: SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM:
Ø      Criar e respeitar regras de convivência;

Ø      Adquirir autonomia nas decisões e ser capaz de disciplinar-se;

Ø      Construir conhecimentos relacionados aos sentidos, higiene do corpo, dos alimentos e do ambiente;

Ø      Valorizar as festas folclóricas do nosso país;

Ø      Conhecer os modos de ser, viver e trabalhar de alguns grupos sociais do presente e do passado;

Ø      Valorizar atitudes de manutenção e preservação dos espaços coletivos e do meio ambiente;

Ø      Estabelecer algumas relações entre diferentes espécies de seres vivos, suas características e necessidades vitais;

Ø      Compreender as diferentes de se locomover no espaço;

Ø      Interagir com os novos meios de comunicação;

Ø      Registro de informações obtidas, utilizando diferentes formas: desenhos, murais, ditados, etc.

Ø      Observação de regras;

Ø      O corpo;

Ø      Órgãos do sentido;

Ø      Hábitos de higiene;

Ø      Alimentação;

Ø      Família;

Ø      Escola-sala de aula-colega;

Ø      Bairro;

Ø      Cidade;

Ø      Profissões;

Ø      Estações do ano;

Ø      Conversa informal

Ø      Formação étnica racial do povo brasileiro;

Ø      Ecologia e natureza:

-Seres vivos e não vivos;

-Animais;

-Plantas;

-ÀGUA;

-Meios de transportes

-Meios de comunicação.

MOVIMENTO:

CAPACIDADES, CONHECIMENTOS E ATITUDES: SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM:
Ø      Ampliar as possibilidades do uso significativo de gestos e posturas corporais;

Ø      Deslocar o corpo no espaço com uso adequado das condutas de base e neuromotoras;

Ø      Tornar a respiração consciente em seus dois tempos: inspiração e respiração;

Ø      Interiorizar a diferença entre direita e esquerda do próprio corpo.

Ø      Aperfeiçoar as habilidades manuais através de manipulação de materiais.

Ø      Condutas de base-equilíbrio, postura, respiração voluntária, coordenação dinâmica global (visual e motora):

-arrastar-se, engatinhar, subir/descer, andar, correr, saltar, pular, saltitar, rolar, puxar/empurrar, atirar/receber;

Habilidades:manipulativas:apalpar,balançar,bater,etc.

Ø      Condutas neuromotorasestruturação do esquema corporal;

-imagem corporal;

-Controle (mobilização, imobilização, relaxamento);

-conhecimento corporal,

-lateralidade;

Ø      Condutas perceptivas- motoras- organização temporal:

-percepção da simultaneidade

-percepção da sucessão

-percepção da duração

Ø      Organização espacial;

-percepção de localizações;

-percepção de direções;

-percepção de posições;

-percepção de relações;

-percepção de dimensões distancia.

Ø      Manipular vários tipos de materiais: jogo de encaixe, quebra cabeça, etc.

MÚSICA:

CAPACIDADES, CONHECIMENTOS E ATITUDES: SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM:
Ø      Utilizar a linguagem musical para expressar suas ideias, sentimentos, necessidades, construindo conhecimentos e enriquecendo sua capacidade expressiva;

Ø      Apreciar diferentes gêneros musicais;

Ø      Identificar ritmos que nos ajudam;

Ø      Agir sobre o espaço e o meio físico expressivamente.

Ø      Sons: graves/agudos, longo-curtos, forte-fracos, som/silêncio (contextualizadas);

Ø      Gestos;

Ø      Improvisação temática;

Ø      Rimas;

Ø      Parlendas;

Ø      Cantigas de roda;

Ø      Acalanto;

Ø      Dançar livremente ao som de uma música;

Ø      Atividades rítmicas que possibilitem trabalhar o corpo como: serra serrador, siga o mestre, seu lobo, etc.

ARTES:

CAPACIDADES, CONHECIMENTOS E ATITUDES: SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM:
Ø      Respeitar e cuidar dos objetos produzidos individualmente ou em grupo.

Ø      Produzir trabalhos de arte, utilizando a linguagem do desenho, pintura, modelagem e colagem.

Ø      Atividades que possibilitem o desenvolvimento do respeito e cuidado dos objetos produzidos individualmente ou em grupo.

Ø      Atividades que possibilitem o contato, uso e exploração de materiais de sucatas artísticos.

Ø      Dobraduras

ESINO RELIGIOSO:

CAPACIDADES, CONHECIMENTOS E ATITUDES: SITUAÇÕES DE APRENDIZAGEM:
Ø      Interagir afetivamente com as pessoas que a cercam;

Ø      Apreciar atitudes de respeito com o próximo;

Ø      Vivenciar atitudes de respeito com o próximo;

Ø      Respeitar independente de raça, religião e classe social;

Ø      Músicas;

Ø      Contação de histórias;

Ø      Desenhos espontâneos ou direcionados;

Ø      Conversas informais;

Anúncios

« Older entries